Buscar

Cônsul da Estônia é preso na Rússia por receber 'documentos classificados'




O cônsul da Estônia em São Petersburgo foi detido por ter recebido "documentos classificados", anunciaram nesta terça-feira (6) os serviços de segurança russos (FSB) em um contexto de aumento dos casos de espionagem entre Rússia e Ocidente. "O FSB deteve em crime flagrante o diplomata da Estônia e cônsul geral em São Petersburgo Mart Lätte, quando recebia documentos classificados por parte de um cidadão russo", informaram os serviços de segurança, citados pelas agências de notícias russas. Este ato "é incompatível com o estatuto diplomático e tem um caráter claramente hostil à Rússia. Adotaremos medidas contra o diplomata estrangeiro em virtude das normas do direito internacional", acrescentou o FSB. A porta-voz do ministério das Relações Exteriores da Estônia, Aari Lemmik, estimou "completamente infundadas" as acusações e chamou de "provocação" a prisão do diplomata. "Esse é um novo exemplo de que a Rússia não quer relações construtivas com seus vizinhos e com a União Europeia", disse a porta-voz à AFP. As acusações de espionagem aumentaram nos últimos anos entre a Rússia e os países ocidentais, paralelamente à retomada da tensão com a crise da Ucrânia e a anexação da Crimeia por Moscou em 2014.


AFP

64 visualizações0 comentário