Buscar

Colômbia está treinando 1.000 mercenários para 'sabotar' as eleições venezuelanas, segundo Maduro



BEIRUTE, LÍBANO - O presidente venezuelano Nicolas Maduro denunciou a Colômbia pelo suposto treinamento de 1.000 mercenários para “sabotar” as eleições parlamentares marcadas na Venezuela em 6 de dezembro.

“Neste momento estou falando com vocês, mais de 1.000 mercenários estão sendo preparados na Colômbia sob o treinamento do Exército Nacional Colombiano e do aparelho de inteligência colombiano, com o conhecimento, proteção e apoio do presidente Ivan Duque”, disse Maduro durante um discurso transmitido na televisão estatal. Maduro indicou que os mercenários estão tentando “se infiltrar na Venezuela para sabotar o clima político e eleitoral”.

Ele continuou: “Neste momento, a Venezuela deve ativar todos os seus mecanismos de inteligência, de proteção social, política, militar e policial, porque somos um país sitiado, um estado sob constante ameaça e conspiração constante, mas aqui estamos”.

A Venezuela cortou relações com o governo Duque em fevereiro de 2019, depois que Bogotá se juntou aos 50 países que reconheceram Juan Guaidó como presidente interino depois que ele se declarou o líder.


www.almasdarnews.com



7 visualizações

Receba nossas atualizações