Buscar

Israel avisa que fará o que for preciso para impedir o Irã de obter armas nucleares




Israel está pronto para fazer "o que for preciso" para anular os esforços de Teerã para obter armas nucleares, disse o ministro das Relações Exteriores, Gabi Ashkenazi, a jornalistas após uma cúpula sobre estabilidade regional em Paphos, Chipre.

O alerta surge quando o Irã anuncia que atingiu sua meta de enriquecimento de urânio de 60%. A República Islâmica notificou a Agência Internacional de Energia Atômica sobre sua intenção de enriquecer urânio a 60% na terça-feira.

O desenvolvimento ocorre enquanto o Irã relatou um incidente em sua instalação nuclear de Natanz que afetou a rede elétrica da usina. O incidente foi apelidado de “terrorismo nuclear” pelas autoridades iranianas e foi atribuído a Israel. Na semana passada, a Comissão Conjunta do JCPOA retomou as reuniões presenciais em Viena, com a primeira resultando na criação de dois grupos de trabalho de especialistas para enfrentar os desafios nucleares e o levantamento das sanções dos EUA contra o Irã.

O acordo nuclear iraniano comprometeu a nação a enriquecer urânio usando apenas centrífugas IR-1 de primeira geração na usina subterrânea de enriquecimento de combustível (FEP) em Natanz.


No entanto, desde que os Estados Unidos desistiram do acordo e restabeleceram as sanções ao Irã, a República Islâmica começou gradualmente a relaxar sua adesão aos termos do JCPOA.

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, disse na quinta-feira que seu país é capaz de enriquecer urânio a 90% se necessário, mas só usaria energia nuclear para fins pacíficos e nunca buscará obter armas nucleares.


almasdarnews.com


66 visualizações0 comentário