Buscar

Primeiro drone kamikaze iraniano contra navio-tanque israelense - Gantz jura "resposta apropriada"



O Irã lançou pela primeira vez um drone suicida na sexta-feira, 30 de julho, contra um navio mercante operado por israelenses, o Mercer Street, ao norte da ilha omanense de Masirah, no Oceano Índico. Dois tripulantes, um britânico e um romeno, morreram quando o navio pegou fogo. A Marinha dos Estados Unidos correu em socorro do navio em chamas e o escoltou até o porto de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Ele foi atacado durante o trajeto de Dar es Salaam para Fujairah sem carga a bordo.



Os proprietários israelenses haviam transferido o navio para a propriedade japonesa após incidentes anteriores menos graves contra seus navios na mesma região, enquanto continuavam a operá-lo a partir de seu escritório marítimo Zodiac com sede em Londres.

O Ministro da Defesa Benny Gantz convocou uma conferência urgente na noite de sexta-feira com o Chefe do Estado-Maior Tenente-General Aviv Kochavi e outros comandantes seniores, após a qual Gantz anunciou que Israel daria uma “resposta apropriada” ao ataque.

DEBKAfile adiciona: O evento abriu novos caminhos, conforme indicado pelo seguinte:

  1. Ele marcou o primeiro ataque direto de drones armados do Irã a um navio mercante israelense.

  2. O drone foi identificado por um oficial dos EUA como um drone “de mão única” - embora os americanos tenham evitado incidentes anteriores desse tipo. Ele acrescentou que “outros drones participaram”, indicando um ataque planejado. Isso confirmou um relatório anterior da empresa privada de inteligência marítima Dryad Global de um avistamento de drone ao redor do navio antes do ataque.

  3. Fontes iranianas, incluindo o canal de TV de língua árabe Al Alam , relataram que o navio israelense foi atacado em represália pelo ataque aéreo israelense de 22 de julho contra as bases da Guarda Revolucionária em Qusayr, a 25 km de Aleppo, no oeste da Síria. Eles revelaram que vários iranianos foram mortos naquele ataque. (Autoridades russas afirmaram que todos os mísseis disparados por jatos israelenses naquele ataque foram interceptados por sistemas de defesa aérea de fabricação russa.)

  4. Esta foi a primeira vez que Teerã citou uma ação militar israelense na Síria como justificativa para atacar um navio comercial israelense

  5. Fontes sauditas revelaram que, na mesma sexta-feira à noite, um de seus navios também foi atacado com drones armados, manejados por rebeldes iemenitas hutis apoiados pelo Irã no Mar Vermelho.

DEBKAfile

94 visualizações0 comentário