Buscar

Sinais de interferência eletrônica da Rússia na base da Força Aérea Britânica em Chipre



Fontes disseram que um "estado hostil" tentou interferir nas comunicações por satélite da aeronave de transporte A400M

Os sistemas de guerra eletrônica russos implantados no território da base aérea militar de Khmeimim e, provavelmente, em outras partes da Síria, estão ativamente bloqueando os caças britânicos localizados na base aérea de Chipre.


Assim, soube-se que este foi o primeiro caso conhecido em que militares russos, por meio de guerra eletrônica, "atacaram" uma base aérea com caças F-35, alguns dos quais localizados na base aérea de Akrotiri, conforme noticiado pelo The Times ". “A Rússia tentou repetidamente abafar os sinais de guerra eletrônica contra aeronaves da RAF decolando de Chipre. Ataques podem impedir que o piloto saiba onde o avião está ou em que direção está voando e podem levar a vítimas. Os únicos dois estados hostis próximos o suficiente para tentar bloquear os sinais foram a Síria e a Rússia, com a Rússia sendo considerada o único país capaz de fazer isso ", relatou o Times.

Ressalta-se que a fonte do “The Times” chama a atenção para o fato de não possuir informações sobre a supressão direta de caças britânicos, embora sejam os caças britânicos F-35 que deveriam estar mais “interessados” na Rússia, entretanto, o reconhecimento desse fato pela Força Aérea Britânica significaria que essas aeronaves de combate apresentam vulnerabilidades.

“Os caças F-35 também foram 'atacados' pelos sistemas de guerra eletrônica russos, mas o reconhecimento desse fato coloca a Grã-Bretanha em uma posição muito ruim, ou seja, a vulnerabilidade desses caças às armas russas será abertamente reconhecida. É ingênuo acreditar que os militares russos simplesmente largariam os aviões britânicos sem testar suas armas invisíveis neles ”, observa o especialista.

Deve-se notar que hoje este é o primeiro caso conhecido de uso de sistemas de guerra eletrônica russos contra a Força Aérea Britânica.

Подробнее на: https://avia.pro/news/rossiyskie-kompleksy-reb-vpervye-atakovali-britanskie-f-35 e The Times UK

106 visualizações0 comentário