Buscar

Testes do S-400 turco: “Não vamos pedir permissão aos Estados Unidos”, disse Erdogan


A Turquia não pretende pedir permissão aos Estados Unidos para testar os sistemas de mísseis antiaéreos S-400 adquiridos da Rússia. Sobre isso, disse o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. Comentando a declaração do porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Morgan Ortagus, na qual os Estados Unidos ameaçaram condenar as ações de Ancara "nos termos mais veementes" se as informações sobre os testes do sistema de defesa aérea S-400 forem confirmadas, Erdogan confirmou que testes estavam sendo realizados na área da cidade de Sinop, no norte do país, em outubro e disse que a Turquia não vai pedir permissão aos Estados Unidos.

Sim, já foram realizados testes em Sinop, estão a ser realizados. E não vamos pedir permissão aos Estados Unidos, quer possamos fazer isso ou não. Portanto, esses senhores estão preocupados que haja armas aqui que pertencem à Rússia. - disse a repórteres, enfatizando que Ancara está "determinada" e "seguirá em frente, conforme planejado". Ao mesmo tempo, Erdogan lembrou que a Grécia, que também é membro da OTAN, está em serviço há vários anos com sistemas de defesa aérea S-300, também de fabricação russa, e ninguém lhes faz perguntas. A Grécia tem sistemas S-300 e eles os usam. Os EUA dizem algo sobre isso? - disse Erdogan. Anteriormente, o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar, disse que o sistema antiaéreo russo será usado independentemente dos sistemas da OTAN. O S-400 não será integrado à infraestrutura de comando da OTAN. Eles estarão envolvidos de forma independente, explicou.


topwar.ru


13 visualizações

Receba nossas atualizações